sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

ONG maRSeguro cede entrevista ao canal de TV Woohoo

ONG maRSeguro cede entrevista ao canal de TV Woohoo

Entrevista cedida por Virgílio Mattos ao canal de esportes radicais Woohoo, em nome do Instituto Thiago Rufatto, ONG maRSeguro. O principal ponto da entrevista fala sobre a ampliação da área mínima de surf no litoral gaúcho que passa de 400m para 2.100m.

Parabéns a todos envolvidos na ONG por mais este grande passo.

E não esqueça de acompanhar as redes do Instituto Thiago Rufatto em:

Blog: http://ong-marseguro.blogspot.com/
E-mail: ong.marseguro@gmail.com
Twitter: @ongmaRSeguro
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100001876341538
Página oficial no Facebook: http://www.facebook.com/pages/ONG-maRSeguro/126351294090779
Perfil no Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=12672063453025829710
Comunidade no Orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=108734396
Canal no Youtube: http://www.youtube.com/user/ongmaRSeguro




video

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Mais de 2km de redes apreendidas

Segundo se vê na matéria de ZH abaixo, há muita fiscalização da PATRAM sobre redes ilegais de pesca, assim peixes e camarões estão a salvo ... Quanto a fiscalização das redes ilegais que matam seres humanos no mar ... Quem sabe um dia o poder público dê aos surfistas e banhistas o mesmo tratamento dado aos peixes e crustáceos ... Quem sabe um dia os salva-vidas serão selecionados pela sua capacidade em salvar pessoas e não eliminados por usarem tatuagens.... Quem sabe um dia... mas não perdemos as esperanças Governador Tarso.

Abaixo matéria da ZH:

Mais de 2km de redes de pesca irregular já foram apreendidos no Litoral Norte.

Pesca está proibida desde novembro e volta a ser permitida no final deste mês na região

Desde o começo da temporada, 2,5km de redes, além de 55 tarrafas, já foram apreendidas pela Patram (Patrulha Ambiental da Brigada Militar). Durante o período da piracema, que começou no dia 1° de novembro, é proibido pescar com redes.

Mesmo assim, 100kg de peixes já foram apreendidos e 16 pessoas foram presas pelo crime de pesca ilegal, que tem pena de três anos de detenção. Segundo o comandante da Patram de Tramandaí, o tenente Claudiomir da Silva Pedro, quando vivo o peixe é devolvido ao mar, e quando morto, passa por análise para depois ser doado.


Foto: Divulgação/BM

– Após laudo da vigilância sanitária, de um biólogo ou veterinário, nós doamos para instuições de caridade. Os que não passam, são doados para o Ceclimar para servir de alimentação para lobos marinhos ou pinguins – explica.

Volta a ser permitido pescar com redes no dia 31 de janeiro, desde de que o pescador tenha registro junto oficial do Ministério das Pesca e licença ambiental do Ibama. A pesca do camarão também estava proibida até semana passada. Antes disso, foram apreendidos 600kg foram apreendidos no Litoral Norte do Estado.

Fonte: Igor Carrasco | igor.carrasco@rdgaucha.com.br
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3183219.xml

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Lei amplia áreas para surfe no Estado

Lei amplia áreas para surfe no Estado

Prefeituras terão 60 dias para seguir nova determinação

Juliana Bublitz, de Capão da Canoa | juliana.bublitz@zerohora.com.br

O governador Tarso Genro sancionou uma lei que revê a demarcação das áreas de surfe no Rio Grande do Sul. A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial do Estado.

De acordo com a nova legislação, as prefeituras de cidades banhadas pelo mar terão 60 dias para demarcar pelo menos 2.100 metros de orla em suas praias para a prática do esporte e de atividades de lazer. A antiga lei, de 1988, exigia área mínima de 400 metros.

A maioria dos municípios da região, segundo a Federação Gaúcha de Surf, já está dentro das novas regras
–– entre eles Capão da Canoa, Tramandaí, Arroio do Sal e Torres. Mesmo assim, a sanção do governador é comemorada pelos surfistas. Já os representantes dos pescadores criticam a mudança.

–– Vai nos prejudicar, porque não vão sobrar áreas para a pesca –– diz o coordenador do Fórum de Pescadores do Litoral Norte, Valdomiro Bastos Hoffmann.

A questão envolvendo surfistas e pescadores Norte voltou a ser discutida depois da morte do estudante Thiago Rufatto, 18 anos, no início de novembro. Ele se afogou após sua prancha se enredar em uma rede. Desde 1978, 49 surfistas morreram no litoral norte enrolados em rede de pesca.


Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3174547.xml


terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Audiencia com a Ministra

Audiência Ministra Maria do Rosário/Ong-MaRSeguro


Ocorreu nesta segunda-feira, dia 10 de jan., audiência com a Ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário no Centro Administrativo do Estado, onde ela recebeu em mão o Dossiê das DENÚNCIAS sobre a “fraude no anzol” relativo a matéria da última Revista ISTOÉ, sobre os “pseudo” pescadores no RS, e das 49 mortes de surfistas na Costa Gaúcha e a falta de salva-vidas nas Guaritas “favela” em plena Operação Golfinho 2011 !!

A Ministra prontamente recebeu nossas DENÚNCIAS e marcará uma Audiência com o Governador Tarso Genro e a Presidenta da República, Dilma Russeff, para que os outros Poderes conheçam a tragédia gaúcha e tomem as devidas providências “pelo fim das redes de pesca fixas no Litoral Gaúcho” e pela preservação da VIDA de Cidadãos a beira mar !!!

A Ong-MaRSeguro/Instituto Thiago Rufatto vem trabalhando fortemente nas questões de segurança no nosso litoral, atuando junto a MP, governo estadual, órgãos federais, conscientização dos segmentos envolvidos e busca de uma solução para o fim das tragédias no nosso litoral.

A atuação da ONG, em especial de sua Presidente, Neuza Rufatto, começa a ser percebida pela sociedade e com certeza trará os frutos da paz a da harmonia.



Fotos: Marcos Daudt